Menu

Maior tragédia em 123 anos do clube, afirma presidente do Flamengo

Além do dirigente, o técnico Abel Braga também lamentou a morte dos jovens que estavam no CT do Fla

Banners

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, declarou que o incêndio no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu, que matou 10 pessoas e deixou três feridos, foi a maior tragédia da história do clube. Em pronunciamento no local da tragédia nesta sexta-feira (8), o dirigente afirmou que o mais importante, agora, é se dedicar às famílias.

“Estamos todos consternados! Essa é certamente a maior tragédia pela qual esse clube já passou nos últimos 123 anos, com a perda dessas 10 pessoas. Eu acho que o mais importante agora é a gente se dedicar a tentar minimizar o sofrimento e a dor dessas famílias, que certamente estão sofrendo muito e o Flamengo está cuidando disso e não vai poupar esforços para tentar fazer com que isso seja minimizado ao máximo. O Flamengo também está colaborando com as autoridades para que a causa desses acidentes, desse incêndio, possa ser apurada e ninguém mais do que nós tem mais interesse para que isso ocorra. E queria dizer que todos nós aqui do clube estamos de luto. É uma tristeza enorme que a gente está sentindo.”

Nas redes sociais, Abel Braga, técnico do Flamengo, lamentou os sonhos interrompidos dos jovens que tinham entre 14 e 17 anos. Ele se solidarizou com as famílias e relembrou a dor sentida com a morte do filho João Pedro, de 18 anos, em 2017.

“Nós acordamos com a cidade sem clube, sem time e uma solidariedade muito, muito grande para com esses meninos e para com o Clube de Regatas Flamengo. Uma dor enorme porque ao chegarmos ou ao sairmos dos treinamentos todos os dias, nós víamos aquele sorriso daqueles meninos tirando foto comigo, com os atletas e aí é como se eles estivessem começando um sonho, que lamentavelmente foi interrompido. Condolências, sentimentos e dor. Eu sei exatamente o que é isso.”

O Centro de Treinamento do Ninho do Urubu pegou fogo na madrugada desta sexta-feira (8). O Corpo de Bombeiros recebeu a primeira ligação às 5h17 e chegou ao local com integrantes de dois batalhões para controlar o incêndio. Segundo nota divulgada pela Prefeitura do Rio, o local atingido pelas chamas consta como área não edificada no último projeto licenciado, em abril ano passado. Ainda segundo a Prefeitura, não há registros de novo pedido de licenciamento para uso de dormitórios no Ninho do Urubu. A atual licença do CT tem validade até oito de março deste ano.

Após a tragédia, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro optou por adiar as duas partidas que definiriam os finalistas do primeiro turno do estadual. Antes mesmo da decisão oficial da FERJ, os quatro clubes envolvidos já haviam declarado, por meio de postagens em suas redes sociais, que não achavam adequada a realização das partidas.

A morte dos garotos do Ninho também comoveu os atletas do time de basquete do Flamengo. Os jogadores que participariam do Jogo das Estrelas neste fim de semana, em Franca, decidiram não participar da partida festiva do Novo Basquete Brasil (NBB).

Reportagem, Mariana Fraga

Comente...

Cadastre-se